Honest Greens no Parque das Nações

Fomos finalmente ao Honest Greens no Parque das Nações experimentar a cozinha sazonal.

A primeira coisa que salta à vista é a grande quantidade de empregados organizados. Todas as regras estavam a ser observadas, máscara no interior, mesas afastadas e algumas bloqueadas, marcas no pavimento e a fila para almoçar era imensa, mesmo descontando o distanciamento social.

O staff é simpático e solícito, proficiente a limpar, cozinhar e dirigir os clientes.

O sistema do Honest Greens parece confuso ao início, mas não é, basta escolher ou prato (market plates) – que vem com salada Za’atar de 4 folhas, rabanete, vinagrete de mostarda, amêndoas, za’atar (contém sésamo) e hortelã + Pão de massa mãe orgânica com 4 sementes – ou tigela de salada (garden bowls) – que vem com salada da época mas sem pão.
Se for prato já vem com a proteína e aconselho a passar por cima dos molhos, já traz molho suficiente, mas se gostar de muito molho, peça um molho picante, finalmente escolha dois acompanhamentos.
Se for tigela de salada, escolha a salada e depois a proteína que pode ser vegetal, peixe ou carne.
Finalmente escolhe-se o sumo, pode-se experimentar primeiro um pouco de cada, escolher o que se gostou mais e repetir.

Escolhemos:

  • Tataki de Atum Bonito com molho Healthy Alioli e como acompanhamento húmus da Semana e Batatas Chimichurri;
  • Honest Salmon com molho Almond Romesco e como acompamento arroz chamado forbidden rice e salada da época.

No nosso caso éramos 3, dois adultos e uma criança de 4 anos, dois pratos deu para os três e ficou cerca de 35€, um excelente preço para a qualidade e quantidade.

Ficámos muito bem e gostámos muito dos sabores pela combinação e pela frescura, pelo que aconselhamos a ida com bom apetite!

Galeria de Fotos

Clique/toque na miniatura para ampliar.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Escolha o seu estado de espírito