Dia 1 – Passeio pelo Funchal e almoço no Abrigo do Pastor

1548

Depois do pequeno almoço pela fresquinha, passeámos pela marginal da cidade até decidirmos onde almoçar.

Vimos a estátua de bronze do mestre Anjos Teixeira ao lado do mercado, representação de junta de bois a puxar um barril de vinho da Madeira. A visibilidade da obra de arte tem sido alvo de polémica.

A escolha centrou-se num restaurante com boa avaliação para começar em grande, pelo que o “Abrigo do Pastor” na Camacha foi uma escolha acertada.

A estrada até lá estava em obras, antevendo o alargamento da via e suavização da subida. Aliás as obras na ilha são uma constante, o investimento público é particularmente notório. A rede de túneis é fabulosa.